skip to Main Content
Entre em contato: +55 11 95133-2600
Palácio San Martin

Palácio San Martin

O Palácio de San Matín se divide entre um ponto turístico e cultural no centro de Buenos Aires. Ele foi construído rapidamente com o intuito de hospedar a princesa Isabel de Borbón durante sua visita à Argentina. A visita não se concretizou e o Palácio foi posteriormente usado para encontros sociais como o Baile de Centenário da Independência, em 1916.

Confira matéria produzida por nossa correspondente Giovanna Mazzeo Sacco durante o Programa Jornalismo sem Fronteiras em Buenos Aires.


O Palácio foi residência de Mercedes Castellanos, filha de um dos pioneiros da colonização agrária e do início da colonização europeia na Argentina e Don Aarón Castellanos.

O projeto do Palácio foi realizado em 1906 pelo arquiteto Alejandro Christophersen, um dos principais arquitetos argentinos. Atendendo ao pedido da família, Christophersen criou um conjunto de três residências independentes construídas ao redor de um pátio de honra. A casa da esquerda era abitada por Mercedes Castellanos de Anchorena e seu filho, Aarón. A central por Enrique Anchonera e família e a da direita por Leonor Uriburu, viúva de Emílio Anchonera.

O Palácio Anchorena, ou San Matín, que apresenta arquitetura inspirada na parisiense, está localizado próximo ao Palácio Paz, atual circuito militar, o Plaza Hotel e o edifício Kavanagh. Este patrimônio arquitetônico portenho do século XX está localizado na Praça San Martín, no bairro do Retiro, em Buenos Aires.

A Praça é patrimônio histórico nacional e um dos pontos turísticos mais visitados de Buenos Aires. Em 1946, o Palácio foi adquirido pelo Estado e foi destinado à sede do ministério de Relações exteriores. Em 1977, foi declarado Monumento Histórico Nacional por decreto 437 do Poder Executivo Nacional.

Por: Giovanna Mazzeo Sacco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *