skip to Main Content
Entre em contato: +55 11 95133-2600

‘É um povo que Deus esqueceu’, diz repórter que cobriu o ebola

Repórteres da Folha foram ao centro da epidemia do vírus mortal em Serra Leoa

Por Diego Moura

“Não, não foi loucura. Dar face e voz à ignorada “massa de gente pobre, sem rosto, morrendo”. Esse foi o principal motivo que levou a repórter Patrícia Mello Campos e o fotojornalista Avener Prado, da Folha de S. Paulo, ao maior foco de epidemia de ebola em Serra Leoa, um dos países mais pobres do mundo, no oeste da África. Os primeiros – e, até agora, únicos – jornalistas brasileiros a chegarem à região compartilharam, na sede do jornal, um pouco da experiência da cobertura e o que viram nos sete dias passados em meio ao cenário catastrófico. A mediação foi feita pelo editor de Mundo, Fábio Zanini.”

Diego Moura, jornalista e participante do III Jornalismo sem Fronteiras, conta essa experiência no seu blog . Confira  aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *